SEO: A mágica para o ranqueamento do seu site

 No mundo da internet, a maior “vitrine” para um negócio ser consolidado é o site. Mas somente ele não será o suficiente! Mesmo que seja um site chamativo e funcional, como as pessoas irão encontrá-lo? O maior buscador da atualidade sem dúvida alguma é o Google, e ele é responsável por identificar sites específicos de acordo com a busca do usuário, mas qual o critério que o Google usa para definir quais sites serão expostos? E como fazer para que o seu site esteja no topo do ranking? Não é mágica, sorte, muito menos a beleza do seu site (até porque não é dessa forma que o Google enxerga se um site é bom ou não), mas sim pelo famoso e indispensável SEO. Sendo assim, detalhamos algumas explicações bem claras e dinâmicas referente ao SEO e a extrema importância que ele possui para você e sua empresa, mesmo que você ainda não o conheça. Acompanhe a seguir:


 O que significa SEO?


 A palavra SEO significa Search Engine Optimization, ou traduzindo “Otimização para Mecanismos de Busca” é a forma que o site estará otimizado, para que estes mecanismos encontre o seu site (o Google por exemplo), e te indique para aqueles usuários que estão buscando por algum conteúdo ou palavra chave que contenha no seu site. Isso é possível pois o algoritmo deste mecanismo irá conseguir te rastrear, para indexar e assim ranquear, e caso você tenha outras otimizações, ele irá ranquear seu site nos primeiros lugares desta indexação. Mas afinal, quais serão as otimizações que farão com que o algoritmo te encontre? Veja:


Palavras-Chave

É a parte fundamental de qualquer estratégia SEO, pois são aquelas palavras que os usuários incluirão nos motores de busca para que possam encontrar determinado conteúdo. Quando a busca é realizada no Google, no caso, ele irá indexar todos os links que possuam aquele termo correto e seja aplicado da melhor forma. Por exemplo: Você procurou “como cuidar de um bebê”, os links que serão indexados para você serão conteúdos que estejam falando sobre o que você procurou, ou seja, que possua aquelas palavras chave. Isso ocorre porque o conteúdo possui inúmeras vezes as palavras: “como cuidar” e “bebê” de forma replicada e funcional.


Title Tag

 É o “título” que aparecerá no anúncio assim que você realizar a busca. Nele, também será necessário a inclusão da palavra chave para que o buscador entenda que é sobre aquele assunto que o usuário está buscando. Dependendo do tipo do conteúdo, pode-se incluir estratégias de vendas ou também destacar pontos positivos da empresa (como por exemplo “10 anos de tradição” ou “Entregas para todo o Brasil'').


Meta Description 

 A meta description é aquela descrição que aparece na parte abaixo a Title Tag, porém ela não é um fator exato para manter um bom ranqueamento. De qualquer forma, é sempre importante incluir a palavra chave nesta parte, pois quando o termo de busca coincide com alguma informação que consta ali, ela ficará em negrito.


Heading Tag

É um fator primordial para qualquer conteúdo. No caso, as Heading Tags são as formatações para localização de títulos e subtítulos. No caso deste texto por exemplo, usamos a formatação H1 (ou título 1) para o título, pois assim ele será identificado como tal. Os subtítulos seguem como H2 (Título 2), que também será identificado desta forma, e assim, sucessivamente. Para qualquer tipo de estratégia de conteúdo, as Heading Tags são indispensáveis.


URLs

 As URLS para SEO são aquele tipo de URL que inclui também a palavra-chave, ou resume o título de forma amigável e funcional. Esta formatação impede que o URL fique enorme e toda complexa, para palavras simplificadas e claras. Em todo conteúdo com formatação SEO terá este tipo de formação, como neste exemplo: http:www.exemplozyx.com/dicas-de-seo. (O “dicas-de-seo” seria a URL formatada).


SEO na Imagem

 Outra forma de ranqueamento nos motores de busca é o SEO na imagem, que nada mais é que intitular a imagem com o nome da palavra chave, separando-as por traços. Desta forma, todo tipo de busca através de imagem irá indexar também a imagem como um conteúdo significante.


Linkagem Interna

 As linkagens internas são empregados no marketing de conteúdo, onde o intuito é direcionar o usuário para outros links dentro do seu próprio site. Por exemplo: Em um conteúdo que você está lendo aparece um assunto que já foi especificado em outro conteúdo, então para não ter que explicar novamente e também para que o usuário leia mais dos seus conteúdos, a estratégia consiste em incluir um “para ler mais sobre isso, clique aqui”. Assim você será destinado para outras páginas, consequentemente, aumentando o tráfego em seu site, e nos seus conteúdos.


 As técnicas SEO são mais complexas do que você possa imaginar, mas é a única garantia que seu site seja indicado de forma orgânica, e desfrute de bons resultados. Sendo assim iremos detalhar mais sobre essas técnicas em conteúdos futuros, fique sempre atento e deixe seu comentário caso tenha ficado qualquer uma dúvida.